Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A importância do sal para os cavalos


Não deixe esta preocupação humana invadir o mundo dos seus cavalos. Cavalos requerem uma quantidade diária e razoável de sal em suas dietas.

A ração de cavalo típica, composta de forragens e grãos, não provê de uma quantidade razoável de sais para o seu animal. Esta necessidade torna-se mais crítica em tempos quentes e úmidos, principalmente em cavalos de esportes, mas serve como alerta até mesmo para cavalos a pasto. Assim, não deixe de dar sal para seu cavalo.

Geralmente, observamos cristais salgados secos, em cima da garupa dos cavalos inativos ou em pasto. Esta perda de sal deve ser reposta.

Cavalos de desempenho- especialmente por alguns componentes do sal atuarem diretamente como moderadores em atividades intensas- têm uma maior carência por esse mineral.

Sal é cloreto de sódio são dois minerais que têm funções específicas. Falta de sódio ou cloreto podem causar problemas para seu cavalo.

Sódio também funciona na contração de músculos, inclusive os músculos do coração.

A falta de sal pode causar perda de apetite e pêlos, cabelos ásperos e opacos, crescimento reduzido e baixa
produção. Em dias quentes e úmidos os cavalos também podem parecer facilmente cansados e não executar funções que normalmente desempenhariam, ocasionados pela deficiência salina.

Com temperaturas elevadas, umidade e intensidade de exercícios, os cavalos suam mais portanto, perdem mais sais minerais. O sal também é eliminado na urina e pelas fezes.

A exigência de sal por animal é de aproximadamente 57 g por dia. Em condições extremas , os cavalos podem precisar de uma maior quantidade.

Normalmente o sal é somado à ração de grão na quantidade de 0,5 a 1% do total. 1% deveria ser usado para cavalos de esportes principalmente no verão. Para cavalos de
lazer
que não são freqüentemente usados, 0,5% seria o bastante.

Também, use sal mineral junto com o sal branco. Minerais em pequenas quantidades são essenciais. Coloque a mistura de sal mineral e sal comum em um lugar seco fora da chuva.

Faça os cavalos terem uma provisão de água limpa e fresca. O consumo de sal aumenta o de água.

Não dê sal em excesso. Não há nenhuma necessidade de acrescentar mais do que 1% de sal do total da ração de grão. Sal “ad-libitun” (para consumo voluntário) também é recomendado.

Pode existir uma dominância entre os
animais
, fazendo com que os cavalos mais dóceis não consumam o sal, por serem afastados do cocho por cavalos mais agressivos. Assim, é recomendado se fazer dois cochos de sal em locais separados (com uma certa distância) se houver vários cavalos em um pasto.

Ocasionalmente, um cavalo com deficiência de sal lamberá bastante sal durante alguns dias, então, deve-se diminuir o consumo à níveis adequados. Cavalos que consomem muito sal, bebem mais água e consequentemente urinam bem mais. Caso haja algum tipo de preocupação, limite a ingestão para aproximadamente 50 gramas de sal diariamente. Se existir algum problema, contate seu veterinário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário